Home » Generalidades! » Quanto mais ricos, maior a rejeição à realização da Copa do Mundo no Brasil

Quanto mais ricos, maior a rejeição à realização da Copa do Mundo no Brasil

Uma pesquisa aponta que a oposição ao Mundial está diretamente ligada ao nível de renda dos brasileiros. Ainda assim, 75% dos entrevistados pretendem assistir aos jogos.

Uma pesquisa realizada pelo Data Popular e o instituto Ideia Inteligência porém, revelou que na briga entre a torcida contra e a favor da realização da Copa no Brasil, a classe social é um fator determinante: entre as pessoas com renda superior a dez salários mínimos (724 reais), 52% se opõem ao Mundial. E, à medida que a renda diminui, cai também a oposição à celebração do evento no país. Entre a população que ganha de um a dois salários mínimos, 38% são contra. “O que percebemos é que os mais ricos começam a acreditar que o sucesso da Copa significa a continuidade do Governo”, diz o presidente do Data Popular, Renato Meirelles. “E, por outro lado, a inflação que mais cresce com a Copa é a dos serviços, justamente onde está a classe mais baixa”, explica.

EL PAÍS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *