Home » Saúde e Comportamento! » Pesquisadores criam molécula capaz de combater Aids, hepatite C e dengue

Pesquisadores criam molécula capaz de combater Aids, hepatite C e dengue

1461605176_424531_1461686153_portada_normal

A ideia de que uma única pílula possa combater várias doenças infecciosas ao mesmo tempo começa a tomar forma. Ainda falta muito para que um medicamento desse tipo chegue às farmácias, mas, nos laboratórios, começa a ser desenvolvida a semente do que poderia ser uma nova família de drogas panvirais. A pedra angular desse projeto acaba de ser colocada por um grupo de pesquisadores do Instituto de Pesquisa da Aids (IrsiCaixa) e da Universidade Pompeu Fabra (UPF), de Barcelona, que criaram uma molécula capaz de combater, simultaneamente, o vírus da Aids, da hepatite C, da dengue e da Febre do Nilo Ocidental.

Além deste projeto abrir a porta para simplificar o tratamento de pessoas infectadas com os diversos vírus e também buscar alternativas de tratamento para doenças que não tinham cura (não há nenhuma droga aprovada contra o vírus do Nilo Ocidental ou contra a dengue), os pesquisadores destacaram que a molécula age contra uma parte da célula, e não contra o vírus, dificultando que este desenvolva resistência contra o fármaco. “Um vírus é um parasita intracelular, precisa de alguns elementos da célula para funcionar. A maioria dos tratamentos ataca os vírus diretamente, e estes, por sua vez, desenvolvem estratégias para se esquivar dos ataques. No entanto, o que estamos fazendo é inibir um desses elementos da célula que são necessários ao vírus, e é mais difícil que se proteja e se torne resistente contra isso”, disse Esté.

Embora ainda haja um longo caminho a percorrer no laboratório e a eficácia do medicamento tenha de ser confirmada em outros estudos in vitro e em modelos animais, os pesquisadores dizem que esta descoberta é a porta de entrada “para desenvolver uma nova família de drogas panvirais, com capacidade para inibir vários vírus ao mesmo tempo”.

El País

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *