Home » Mundo! » Mesmo após 15 colegas morrerem de ebola, enfermeira continua trabalho em Serra Leoa

Mesmo após 15 colegas morrerem de ebola, enfermeira continua trabalho em Serra Leoa

A melhor defesa contra o desespero era continuar trabalhando. Muitas vezes, essa escolha estava longe de óbvia: Josephine Finda Sellu perdeu 15 de suas enfermeiras para o ebola em rápida sucessão e pensou em deixar o trabalho.

“Eu sou necessária aqui”, disse Sellu, 42 anos, que supervisiona as enfermeiras para o ebola. “Eu sou uma veterana. Todas as novas enfermeiras olham para mim.” Se ela partir, ela disse, “a coisa toda ruiria”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *